Hospital

Vinda das Irmãs a São Sebastião do Caí e o motivo da fundação do Hospital.

Toda esta região colonial necessitava de um asilo para o cuidado de pessoas idosas. Em 1915 a autoridade eclesiástica solicitou às irmãs para assumirem a administração e o cuidado dos idosos. A instituição se achava instalada numa velha fábrica que pertencia à Sociedade União Popular. Esses também escolheram o nome de Asilo Sagrada Família. Em 1919, vindo um médico a clinicar naquelas regiões coloniais, o asilo se viu obrigado a acolher ali também os doentes graves. O atual prédio do Hospital teve o ano de 1934 como início de sua construção, o qual foi inaugurado em 14/03/1937. Atualmente o Hospital Sagrada Família conta com 176 colaboradores e dispõe de 89 leitos.

Missão

Contribuir para a promoção, recuperação e proteção da vida da população do Vale do Caí e região, proporcionando melhor qualidade de vida.

Visão

Queremos ser um Hospital qualificado e com resolutividade de complexidade média capaz de atender a população sendo referência local, enfatizados pelos princípios ético-cristãos.

Princípios

- Nossas ações serão norteadas pelos princípios da ética-cristã;
- Respeito com a clientela, profissionais e patrimônio;
- Responsabilidade e competência técnica;
- Parceria com os profissionais e órgãos da comunidade;
- Comprometimento de todos;
- Auto-sustentação e desenvolvimento da atividade hospitalar.

Madre Regina

Madre Tereza
Em 1552 na Alemanha, Regina Protmann, de família abastada, rompeu todas as tradições e deixou a casa paterna para viver intensamente seu ideal religioso. Vigílias, orações, jejuns, ordem, disciplina, sobriedade no comer e beber e vestir, trabalho com zelo e diligência eram suas regras de ouro. O espírito inovador e revolucionário de Regina não se contentou com o trabalho manual, assistência aos pobres e doentes, mas penetrou fundo na causa e no maior de todos os males: a ignorância. Dedicou-se ao doente e á educação de meninas. O objetivo de Regina não era fundar uma congregação, isto simplesmente aconteceu. O bispo da região vendo a dedicação de Regina e suas companheiras, solicitou que elas fizessem inicialmente a Regra do Grupo, a qual foi aprovada em 1583. Regina escolheu Santa Catarina de Alexandria, virgem e mártir como padroeira da congregação. A principal mudança introduzida por Madre Regina deve-se ao fato da Congregação ser de vida contemplativa e ativa. As Irmãs pautaram sua vida religiosa na oração, contemplação e ações em favor do ser humano, prestando serviços aos doentes e dedicando-se ao ensino das crianças e jovens, educando-os na fé e virtudes cristãs. Após sua morte, em 1613, o ideal de Regina não foi esquecido. As Irmãs que a sucederam espalharam o seu trabalho para outras cidades e depois para outros países. Em 16 de julho de 1897, chegaram ao Brasil as primeiras Irmãs de Santa Catarina, a pedido do Frei Ciríaco, franciscano.Vieram assumir o ensino e a educação da juventude alemã em Petrópolis-RJ, onde adquiriram uma casa e iniciaram suas aulas com 50 alunos. (No ano seguinte, já contavam com mais de 200 alunos. No início de 1898 Irmãs enfermeiras assumiram a enfermagem na Santa Casa de Juiz de Fora/MG, enquanto outro grupo foi para o asilo dessa cidade). Outros grupos de Irmãs que chegaram da Alemanha (enfermeiras e professoras) vieram para o Rio Grande do Sul, em 1900, iniciando o trabalho em escolas, hospitais, orfanatos, asilos para pessoas idosas e enfermagem a domicílio. Atendendo ao pedido do Pároco de Hamburgo Velho, Pe. Norbert Bloes e de seus paroquianos, no dia 27 de junho de 1900, chegaram a Hamburgo Velho as primeiras Irmãs de Santa Catarina. Em nossa região, além de diversos colégios, as Irmãs de Santa Catarina administram os Hospitais de Ivoti, São Sebastião do Caí e o Hospital Regina de Novo Hamburgo.
Copyright © 2010 - Hospital Sagrada Família
Rua Madre Regina, 567 Fone/fax: 51 3635.6500 - São Sebastião do Caí/RS - CEP: 95760-000
Desenvolvido por: Digital Factory's